top of page
Buscar
  • Foto do escritorFluxo Terapias Vibracionais

vibração

Atualizado: 22 de abr. de 2022


Cada vez mais fala-se muito – inclusive nós, aqui na Aurameter – em energia, campo vibratório, pensamentos, e na relação disso com a saúde e o bem-estar. Para quem nunca se preocupou com isso ou simplesmente não conhece, soa estranho e talvez até abstrato. Isso se não considerarem uma bobagem.


"O que eu faço com isso? Como saber se estou bem, como evitar a energia negativa de outras pessoas?" Não é um processo rápido e nem tem receita pronta. Começa por tentarmos entender honestamente a nós mesmos, nos reconhecer além do que vemos no espelho. No início pode haver uma certa decepção, diante de um aparente não avanço. Com persistência e vontade, dá pra superar. Envolve aguçar a sensibilidade para perceber onde e o que precisamos mudar em nós mesmos.


Imagine cada pessoa como uma grande casa, bem pintada e decorada. No living, um grande tapete persa no piso. Ao erguer esse tapete, muita sujeira jogada embaixo dele. Limpar tudo isso pode implicar em uma grande faxina no restante da casa também. E de nada adiantará passar aspirador num dia e continuar jogando lixo pra debaixo do tapete no outro. É preciso ao menos passar um pano diariamente para não acumular a sujeira que desequilibra e adoece. Evitaria muitas idas ao médico, traria uma vida mais saudável e menos despesas na farmácia.


Quando pensamos em alguém, esse pensamento gera uma energia que irá quase que instantaneamente até aquela pessoa. Pensamentos alegres, amorosos, geram energia positiva. Sentimentos ruins, medos, produzirão energia negativa. E no Universo, tudo que enviamos, recebemos de volta. Portanto, aquela raiva, aquela mágoa que você sente quando lembra de determinada pessoa, certamente chegará até ela (mesmo que não fosse essa sua real intenção). Problema é que o pacote volta para você também. Às vezes a gente não sente na hora, vai pra debaixo do tapete. Porém, chega um momento em que ele fica pequeno para cobrir tanto lixo. Aí vão surgindo desequilíbrios, que podem avançar até o corpo físico. Isso vale para o que os outros pensam sobre a gente. Se a nossa casa estiver limpa – ou apenas com um pouco de poeira –, energia negativa enviada não nos afetará, só retornará para quem a gerou. Do contrário, mais sujeira para nosso tapete esconder. Por isso, bastante atenção com aquilo que pensa e sente e em como se relaciona com os demais. Nem sempre somos bacanas como pensamos ser.


A adoção de alguns hábitos simples no dia a dia pode ajudar a melhorar a condição energética e ampliar a percepção, e assim manter uma vibração alta e equilibrada. Algumas técnicas podem ser uma opção para tornar possíveis essas mudanças. Mas, só a vontade não basta. Precisa ter persistência e disciplina. É como iniciar em uma academia de ginástica. No começo, tudo vai doer, braços, pernas, costas. À medida que o treinamento continua e avança, as dores desaparecem e os ganhos começam a ser notados. E surge a boa sensação de não querer parar.


A meditação* talvez seja a técnica mais popular, mas nem por isso a mais conhecida. Em razão disso, gera muita expectativa e, muitas vezes, frustrações. Já tentou, acha que não consegue... persista. Nunca praticou? Experimente. Que seja por 5 minutos diários. Vai chegar a hora em que os pensamentos começarão a rarear e a mente vai se aquietando. Isso lhe trará clareza e discernimento, além de mais tranquilidade para encarar possíveis dificuldades e enxergar as prioridades.


Respiração é outro ponto importante para quem deseja manter o equilíbrio e ter mais controle sobre sua mente. Existem exercícios para respirar quando meditar, correr, cantar, relaxar, baixar a ansiedade… a lista é grande e os ganhos para quem pratica maiores ainda.


Pode-se pensar também na prática do Yoga, que envolve meditação, respiração, movimentos e posturas físicas na busca por integrar corpo e mente e expandir a consciência.


Outras opções eficientes para manter o equilíbrio ou corrigir nosso padrão vibratório, além de auxiliar na prevenção e tratamento de distúrbios são a Cromoterapia, os Florais de Bach, o Reiki e a Reflexoterapia. Elas fazem parte das Práticas Integrativas Complementares, reconhecidas pela Organização Mundial da Saúde – OMS. (Falaremos mais delas aqui em posts futuros.)


Uma mente perturbada desequilibra todo o resto. Não permita que medos, raiva ou irritação dominem seus pensamentos, que se transformem em uma constante. Procure ser mais paciente com você e com outros. Perdoe mais, a si mesmo e aos outros. Mágoa e culpa são venenos difíceis de curar e, com o tempo, tornam-se letais.

Exercite a confiança e o otimismo. Todos os dias, a todo o momento. Acima de tudo, seja uma pessoa que você ame, da qual se orgulhe. Pois se não gostamos de nós, nunca amaremos verdadeiramente outra pessoa. Procure se aprofundar o assunto. A informação abre a mente e as portas para a evolução e para o autoconhecimento. Há muito trabalho interessante em livros, vídeos e sites que podem esclarecer bastante e ser de grande ajuda no caminho para o autoconhecimento.


Com o tempo, a gente pode se tornar uma linda casa, tanto por fora quanto por dentro. E seguros de convidar qualquer um para entrar, sem nada debaixo do tapete a não ser um chão limpo e brilhante. Muda a maneira de se relacionar com tudo à sua volta.


* Há uma série na Netflix, Headspace - Meditação guiada, feita com animação, que apresenta diferentes maneiras de meditar de um modo bem lúdico e sempre com uma meditação guiada ao final de cada capítulo. Um jeito bem amigável de conhecer mais sobre um assunto cheio de estereótipos. Você pode também navegar na internet e escolher um dos diversos aplicativos que se propõem a guiar a pessoa nos caminhos dessa técnica, seja iniciante ou mais experiente.


Posts recentes

Ver tudo

chakras

Chakras são as nossas principais portas de acesso energético, que captam e processam a energia distribuída para nossos corpos físico e sutis

Comments


bottom of page